domingo, 10 de janeiro de 2010

2009: MAIS DE 190 TRAFICANTES DE DROGAS FORAM PRESOS PELA POLÍCIA CIVIL

A Superintendência Regional de Polícia Civil do Baixo e Médio Amazonas, depois de uma reunião do Delegado Jardel Luis Castro Guimarães(foto) - Superintendente Regional, com diretores da 16ª Seccional Urbana de Santarém e 19ª Seccional Urbana de Itaituba, que contou com a presença das Chefias de Operação da Superintendência e das respectivas Seccionais, divulgou ontem, 9, um balanço das operações policiais realizadas pela Polícia Civil na região do baixo amazonas.
Segundo o Superintendente Regional, no ano de 2009 houve um avanço substancial nas atividades policiais planejadas, e o resultado foi a prisão de 190 traficantes e a desarticulação de 83 pontos de produção e venda de drogas.
Avalia Jardel, que após estudo das particularidades da região do Estado pela Delegacia-Geral, Diretoria de Polícia do Interior e pela Superintendência do Baixo Amazonas, foi elaborado um novo formato de atuação, de avaliação das atividades e no dimensionamento de efetivo e a modificação de formas de trabalho. Com uma distribuição equilibrada de atividades nos municípios da circunscrição, a Superintendência passou a atuar de forma presente nos 18 municípios da região. 'A equipe policial implantou novos modelos operacionais, principalmente, um novo formato de atuar, simultaneamente, naqueles municípios que possuem ligação com os demais. Nessas áreas, os crimes envolvem articulação de pessoas e de meios de transporte, como é o caso do tráfico de drogas, dos furtos e estelionatos, da pedofilia, do tráfico humano, dos crimes ambientais e das atividades do crime organizado', salienta o delegado.
Ao todo, em 2009, as operações policiais resultaram na prisão de 1.045 pessoas. Destas, 194 por tráfico de drogas. Houve desarticulação de 83 ‘bocas de fumo’ e apreensão de 144 armas de fogo. Conforme o levantamento, 85 operações de pequeno, médio e grande porte foram realizadas na região do baixo amazonas pela Polícia Civil.
Entre as ações, explica Jardel, está a do combate aos bandos de roubo à banco com atuação em outros Estados, como a desarticulação do núcleo de uma quadrilha de assaltantes com a prisão dos indivíduos conhecidos por ‘Bin-Laden’ e ‘Perneta’, que comandavam o planejamento de roubos a banco na região e escolheram Santarém para montar a base de atuação. Os dois foram identificados por levantamentos de inteligência em parceria com o Núcleo de Inteligência Policial (NIP) e colaboração dos Estados do Tocantins e Minas Gerais. Com os dois bandidos foram apreendidos veículos e armamento de alto poder de fogo, além de equipamentos e materiais de sobrevivência e despiste de ações.
Durante as investigações, os policiais prenderam outro bando de assaltantes, na zona rural de Itaituba, com equipamentos e farto armamento, quando se preparavam para roubar um banco na região. Com a prisão do bando, foram frustrados planos criminosos de roubos a banco e, por isso, não foi registrada qualquer ocorrência do tipo, em 2009, na região.

COMBATE AO TRÁFICO DE DROGAS
Quanto ao combate ao tráfico de drogas, salienta o Jardel, as ações diferenciadas para repressão ao crime foram intensificadas, principalmente para poder reprimir as ações do tráfico na área urbana. O Delegado acrescenta que na região oeste do Pará, o crime apresenta características diferentes das demais regiões, em função das ações de traficantes entre municípios; o movimento de altas quantidades de drogas vindas de grupos criminosos com atuação interestadual, além do fluxo do tráfico transnacional,  através do uso de meios de transporte fluvial para poder avançar sobre os rios. Para tanto, explica Jardel, foram montados planos de ação, tanto para o período das cheias dos rios quanto das secas, para que haja fiscalização presente dos meios de acesso utilizados pelos traficantes, nas estradas e rios, em Santarém, Itaituba, Alenquer, Novo Progresso, Monte Alegre e Óbidos. Os maiores volumes de apreensão de drogas foram registrados em Santarém, Juruti, Monte Alegre, Óbidos, Itaituba, Oriximiná e Novo Progresso.

AS GRANDES OPERAÇÕES POLICIAIS:
TEMPESTADE - A maior operação de combate ao tráfico de drogas em Santarém e Oriximiná. Planejada para atuar com aplicação maciça de serviços de inteligência, integração com o Poder Judiciário e Ministério Público, bem como, atuação com incursões de inteligência para identificar pontos de produção e venda de drogas, a ação conseguiu desarticular mais de 50 ‘bocas de fumo’ e prender 99 pessoas relacionadas diretamente com o tráfico de drogas.
Houve o indiciamento de outras 19 pessoas decorrentes dos inquéritos e de investigações. O modelo foi considerado como eficiente e serviu de base de atuação na área investigativa, de inteligência e de atuação operacional para formatar as outras grandes operações urbanas de 2009.
NORMANDIA I  - O município de Alenquer foi palco, pela primeira vez, de uma grande operação de combate ao tráfico de drogas com aplicação de recursos diferenciados de transporte, uso da embarcação ‘André Luiz’, da Polícia Civil de Santarém (GCCO), como suporte operacional para disponibilizar um efetivo de 34 policias e atuar, de forma simultânea, em oito pontos de venda de drogas diferentes na área urbana daquela cidade. No total, nove pessoas ligadas ao trafico de drogas foram presas e aproximadamente 200 gramas de cocaína no formato de ‘petecas’ preparadas para o consumo foram apreendidos. Os policiais também apreenderam equipamentos e veículos, bem como, numerários provenientes dos lucros do tráfico de drogas. 

NORMANDIA II - Essa operação foi realizada na cidade de Itaituba, onde os policiais efetuaram bloqueios e monitoramento das rodovias federais BR-163 e BR-230. Esta última teve bloqueada parte de um trecho em área urbana do município, o que permitiu acesso aos Estados do Amazonas e do Mato Grosso, com a missão de atuar de forma simultânea em oito locais de venda e processamento de drogas. Com mandados de busca e apreensão determinados pela Justiça daquele município, os policiais obtiveram sucesso em apreender 170 ‘petecas’ de cocaína e em prender 12 pessoas relacionadas ao crime. Após a produção dos procedimentos, mais uma pessoa foi presa em decorrência de mandado judicial de prisão.
SANTORINI - Realizada na cidade de Novo Progresso, a operação foi avaliada como a maior operação de combate ao tráfico, em que os policiais tiveram de percorrer longas distâncias até chegar aos pontos de tráfico na região. ‘Foi uma das mais complexas operações já realizadas pela Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas, com foco no combate ao tráfico de drogas, aplicação de efetivo em alta escala e atuação simultânea em área urbana’, afirmou o delegado Jardel Guimarães. Houve o deslocamento de oito viaturas policiais, que percorreram quase 900 quilômetros até aquele município. A operação só foi possível graças à atuação eficiente das equipes policiais e do Poder Judiciário, que expediu mandados de busca e apreensão para 11 locais, além de mandados de prisão para parte da quadrilha de traficantes. Os policiais tiveram uma atuação simultânea inicial em oito locais com a prisão de 11 pessoas. Os agentes foram aos vendedores no varejo nas ‘bocas de fumo’, distribuidores de drogas, entre os municípios da região, e chegaram até a estrutura de contabilidade e lavagem do dinheiro proveniente do tráfico, e ressaltou que outras ações fossem desenvolvidas naquele município no combate ao tráfico de droga, roubo, estelionato e resgate de duas crianças que estavam em situação de risco em ambientes insalubres e impróprios.

URÂNIO - No município de Monte Alegre, a Polícia Civil atuou por meio fluvial, com uso de 35 policiais, que agiram, de forma simultânea, em sete pontos de comercialização de drogas. Após um longo trabalho de investigação das atividades dos traficantes, a operação resultou na prisão de 11 pessoas e na desarticulação de um esquema de tráfico de drogas que tinha ligações com o município de Prainha e conexão com outros Estados da federação.

MERCÚRIO - Já em Itaituba, a Polícia Civil realizou a segunda grande operação do ano na região.  Fundamentada na investigação e na participação da comunidade, a ação policial levou à prisão de uma quadrilha inteira de traficantes. Segundo Jardel, a população colaborou  ativamente com os trabalhos policiais, pois deu informações através do Disque-Denúncia. Com as denúncias, os policiais desarticularam toda uma estrutura de tráfico que já existia há mais de dois anos.

JERICÓ - A cidade de Óbidos assistiu a operação que contou com aplicação de efetivo policial em larga escala e atuação simultânea em pontos de tráfico. A operação obteve os maiores resultados em termos de apreensão de drogas, inclusive, quanto ao combate ao ‘crack’. Explica o Superintendente: ‘devido sua posição estratégica no leito do rio Amazonas, o município de Óbidos sofre com a movimentação de diversos tipos de produtos, que vão do contrabando ao tráfico de droga, e recebe sempre um resíduo de todo este produto que escoa pelo rio’. Na ação foram presas mais duas pessoas que faziam a conexão de tráfico com os municípios de Juruti e Santarém. 

CRIMES AMBIENTAIS 
A Polícia Civil teve ainda atuação em diversas frentes com operações de grande e médio porte, além de ações pontuais diárias, para combate aos crimes ambientais. Uma das ações de grande impacto foi a operação ‘Espectro’ realizada em Santarém. A ação teve um saldo altamente positivo no combate à poluição sonora em que vários veículos foram autuados pelo uso indevido de equipamentos de produção sonora.


AVALIAÇÃO
Para o delegado Jardel Guimarães, o ano de 2009, além de produtivo na área operacional, teve avanços em outras áreas, como na aquisição de novos equipamentos de proteção individual, com a substituição de todos os coletes balísticos por novos. Também houve renovação das munições de trabalho, aquisição de novas viaturas policiais, ampliação de equipamentos de informática e da  rede digital, que é interligada através do Sisp/WEB, sistema de registro e acompanhamento de ocorrências pela Internet.
Outra evolução foi na área do conhecimento científico, onde 27 policiais civis adquiriram formação em nível de pós-graduação em Gestão de Segurança Pública na Sociedade Democrática, com ênfase em diversas áreas do conhecimento.
Entre as ações, vale destacar a forma como foram executadas as ações dentro do modelo planejado pela Delegacia-Geral, através do Delegado Raimundo Benassuly, e da Diretoria de Polícia do Interior, sob coordenação do Delegado Miguel Cunha. ‘Com o rigor no combate ao crime e respeito ao cidadão, promovemos ações de parceria e cooperação com todos os órgãos ligados à Segurança Pública e outros relacionados com atividades essenciais e de suporte direto das ações de Polícia Judiciária. Destacamos a cooperação de ações com Poder Judiciário e Ministério Público, bem como, com a Polícia Militar, Polícia Federal, Ibama, órgãos da administração municipal e sociedade como um todo, que colaborou de forma decisiva às ações, confiou nos trabalhos desenvolvidos e participou de forma ativa no combate ao crime, repassando informações e presenciando os resultados das denúncias’, concluiu Guimarães.
Fonte: Informações da Polícia Civil

Um comentário:

Douglas disse...

to na tua cola jardel